sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Leva-me


leva-me para tua casa,
lá onde o lume te arde em segredo
e a noite se faz fogo no prolongar da saudade.
leva-me para tua casa,
lá onde o silêncio se bebe
e os caminhos se perscrutam em cascatas de afecto.
leva-me para tua casa,
lá onde os voos se sepultam 
e as sombras adormecem em ninhos inflamados.
leva-me para tua casa
onde me queres habitante de ti!


1 comentário:

© Piedade Araújo Sol disse...

leva-me para onde quer que seja, mas leva-me para ti....