terça-feira, 8 de março de 2011

Tejo em mim

© cm

Sonho-te Tejo
a correr dentro de mim,
quando o teu abraço tarda
no sol erguendo-se a nascente,
preciso do vento desse amor
soprando velas de dias mareantes,
quero sentir o casco das caravelas
sulcando o leito de inumeráveis memórias…
desejo-te Tejo
transbordando-te nas minhas margens
despenhando-te em foz
ancorada, a poente, no meu peito.

2 comentários:

Sopro Vida Sem Margens disse...

...que desenhe o sonho na foz do seu desejo e que o Amor se erga em seus braços

Um beijinho da
Assiria

Julia disse...

Gosto da forma como joga com as palavras para pintar os sentidos. Obrigado por se dar a conhecer.