quinta-feira, 14 de outubro de 2010

No teu abraço



No teu abraço
faço de conta que não existo
e deixo-te seres
carne do meu desejo...

3 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

curto e profundo.

um beij

pin gente disse...

abro o abraço,
como um desistir
contido e voluntário.
um momento em que sou
para voltar a ser-nos.


(já tinha lido no fb. já então gostei)
beijos

Zaclis Veiga disse...

e então? pedeu-se nesse abraço?
10 dias sem teus passos para seguir é muito tempo.
:)