segunda-feira, 20 de setembro de 2010

"É teu!" *



“É teu!”
disseste-me um dia…
e ofereceste-me essa vontade,
que fizeste minha,
de ser meu
o coração que é teu.

Batem na minha mão
as inquietudes que não seguras,
voam os sonhos que não susténs,
ferem as dores que não dominas
e corre esse ritmo alucinante
de almejares antecipar cada chegada.

Sinto-te
ave desassossegada
repetindo voos extemporâneos,
debicando fragmentos dum ninho
que seguro na mão, para te consagrar.





* inspirado numa foto recolhida no Dia de inaugurações em simultâneo, em Miguel Bombarda [19.Set.2010] e que constitui um pormenor da pintura de Vanessa Chrystie, patente na Galeria Arthobler.

4 comentários:

alice disse...

já uma vez tive oportunidade de ir a miguel bombarda no dia das inaugurações :) é espectacular! um beijinho, joão. gostei de ler*

Milhita disse...

Vim aqui espreitar, como sempre, baixinho, aspirava estas palavras que enchem, que dançam, que elevam sentidos.
Lindo!

Mariana disse...

... sempre vai havendo por aí quem nos entenda...

Paula Raposo disse...

Lindíssimo o teu poema e a foto enche-o ainda mais, se possível.