quinta-feira, 1 de abril de 2010

Espero...


Espero pelas palavras que me mostrem o olhar que não avisto,
mas as palavras não têm pele
e não sentem os dedos que a desejam.
Espero pelas palavras que me abrem um sorriso,
mas as palavras não têm boca
e não desenham o beijo que mata a sede dos lábios.
Espero pelas palavras que me seguram num abraço,
mas as palavras não têm braços
e não se prendem em laços não desatáveis.
Espero por ti e pela presença do teu corpo
onde as palavras não se gritam…
mas não me chegam as tuas mãos, os teus lábios, os teus olhos…
tu…
e há um vazio em cada letra por que anseio
vestida com um pedaço de ti…
por quem espero!

2 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

um belo texto em prosa poética que gostei de ler.

um beij

elsafer disse...

fica entre os sentidos, entre um momento, entre o parágrafo ... aquele palavra que ouvimos e nos faz sorver .
:)