domingo, 20 de junho de 2010

...


Peguei num livro e levei-te ao lugar mais elevado que o meu desejo alcançou. Daqueles onde sei gostares de contemplar o chão bem longínquo das tuas asas. Tornei-te protagonista da história que alguém escreveu mas fiz minha. E fugi-te para que voasses no meu rasto. Pousámos numa ilha sem margens, sem raízes e dela fizemos a nossa história. Parti, para ficar no lugar de onde não quero sair. Em ti.

1 comentário:

Tia disse...

Muito, muito belo...