quinta-feira, 24 de junho de 2010

Com o brilho do olhar

© grypy


Escrevo-te palavras com o brilho do olhar
quando a alma o inunda de emoção.
São sílabas molhadas na saliva
com que humedecemos os lábios
e abrimos a boca do desejo.
Letras alagadas na transpiração dos corpos
que se fundem no desvario da entrega.
Deslizo sobre a viscosidade do sentimento
que te ofereço em palavras banhadas
pelo brilho do amor com que te escrevo.


1 comentário:

helenatoutcourt@gmail.com disse...

...lágrimas como pétalas

lá fora contam os pássaros o sol promete
lá fona não sou eu...